CMGI TR 2021 – DIA 3

Primeiro dia a saltar, mas só após o almoço já que de manhã voltámos à marginal junto ao mar Cáspio e a mais um conjunto de emblemáticos edifícios como o Museu das Carpetes, a Pequena Veneza ou o que já foi o mais alto estandarte do mundo.

Depois, a procura de um London cab, já que somos 5 e assim vamos todos, e quando o encontrámos, foi uma festa porque desde nunca termos a certeza a quem é que o motorista apita, até qual é a faixa que ele ocupa, toda a viagem é uma aventura, sendo que no final tentamos perceber, pelos dedos espetados, quanto é que tinhamos a pagar.

E assim chegámos ao Milli Gymnastika Arenasi, o que é a casa da ginástica azeri. E que casa! Ou não fosse a antiga ginasta Mehriban Aliyeva, primeira-dama do país…

Assim, hoje foi dia de experimentar o recinto de aquecimento, num dia de treino em que nos deliciámos com as magníficas instalações ao nosso dispor. E no plano técnico foi um bom dia para o Francisco, a Matilde e a Rita, com boas séries de ambientação aos aparelhos, enquanto a Leonor foi acompanhada pela fisioterapeuta, na tentativa de obtermos um milagre.

Final de dia, com alguma emoção com a partilha do hotel com a delegação sénior que terminou a sua participação na prova absoluta, o que permitiu aplaudir, abraçar e beijar alguns vice-campeões do mundo, medalhas de bronze, finalistas e semi-finalistas. UAU! Máximo! Obrigado! Afastem-se que agora somos nós, foi o que pudemos ler nos olhos dos mais novos. Obrigado, João, Diogo e Francisca!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *